Ronaldo atribui o adeus às dores e ao hipotireoidismo

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Tão bravamente quanto sua carreira, cheia de altos e baixos, polêmicas e escandalos, como o vencedor que sempre foi, Ronaldo se despede do futebol em coletiva com a imprenssa neste momento dizendo não resistir mais à intensa batalha diária contra os problemas físicos acarretados pelas oito cirurgias ao longo da sua trajetória. É o fim para aquele que eternizou a camisa 9 com um talento que, não por acaso, lhe rendeu o apelido de Fenômeno e se transformou em um mito mundial. Para nós corinthianos, com certeza não deixará mágoas,e sim orgulho ter se aposentado em nosso time,  com tantos gols e tantas vitórias.  Libertadores é um sonho, mas não é tudo. Somos a nação fiel e ponto final.

” Tenho de fazer meu agredecimento a todos os brasileiros que choraram comigo quando eu chorei e que caíram comigo quando eu caí. Mas, dessa torcida brasileira toda, eu quero agradecer a do Corinthians. Nunca vi uma torcida tão vibrante, tão apaixonada e tão entregue ao seu time de futebol. É certo que em algumas vezes essa cobrança por resultado a torna agressiva e fora do controle. Mas eu não me imaginava viver sem o Corinthians.” disse Ronaldo

Aos brasileiros ficará a saudade do Ronaldo em campo, vetindo a camisa verde e amarela, brilhando como na  copa de 2002 , voltando de uma grave lesão e sendo o “nome” da copa ao lado do Rivaldo.

O Tri campeão do mundo, com 612 jogos e 414 gols, sendo 15 destes em Copas do Mundo, o que lhe rendeu a marca de maior artilheiro em copas do mundo encerrou a sua carreira e provavelmente não existe mais lugar para pendurar medalhas ou exibir troféus nas prateleiras da sua casa. 

Ele sim é o Fenômeno!

Após agradecer aos “leais e desleais” e de viver a emoção de conquistar 19 títulos em uma carreira de 18 anos, Ronaldo não resistiu a emoção maior de dizer adeus. Bastante ofegante, ele agradeceu a jogadores, técnicos, patrocinadores, aos clubes por onde passou e à família em lágrimas explicando que  ” perdeu para o seu corpo ” e relata as dificuldades físicas atribuidas ao hipotireoidismo, descoberto há  quatro anos, no Milan, explicando que não poderia fazer o tratamento hormonal porque no futebol seria doping. “Muitos aqui agora talvez estejam arrependidos de terem feito chacota do meu peso, e eu não guardo mágoa de ninguém.” disse Ronaldo.

Entenda um pouco mais:

O hipotireoidismo ocorre quando a glândula tireóide não produz hormônio tireoideano em quantidades suficientes. Ter baixa produção causa cansaço extremo e de duração prolongada, fraqueza muscular, aumento do peso, freqüência cardíaca reduzida. Quando esta doença não é tratada, problemas ainda mais graves podem surgir. è diagnosicada a partir da dosagem dos hormonios tireoidianos (TSH e T4). É uma doença que todos nós estamos expostos, muito comum mais o que permite uma vida normal, diferente para um atleta de 34 anos e que ja carrega um histórico surpreendente de luta e superação.

É  interessante incluir em suas rotinas a dosagem desses exames. São essenciais e podem ser repostos exogenamente caso seja necessário.

E como já podíamos esperar de um campeão, em breve, anunciará a criação de um instituto social chamado “Criando Fenômenos”

por: Carol Estevam

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: