Cuidados alimentares

Semana passada passei em um supermercado e passando pela panificadora pedi 300gr de peito de peru. Nisso a atendente pegou um saquinho com fatias prontas,  pesou-o e fatiou a peça até completar. Pedi que ela me desse o saquinho, e após algumas negações eu consegui. A data do saquinho era de 3 dias atrás, tratava-se desses clientes que pedem, depois deixam naquelas cestinhas ao lado do caixa, horas e horas depois estas mercadorias rejeitadas são devolvidas às prateleiras e vendidas novamente. Iogurtes, carnes e frios não podem se encaixar nesse protocolo, já que tratam-se de alimentos perecíveis e que precisam de temperatura adequada e prazo curto de validade.

Hoje pela manhã a BandNews mostrou uma reportagem “maravilhosa” onde foi testado a qualidade de alimentos vendidos nas ruas de São Paulo (se não me engano), o resultado foi repugnante. Pizzas, cachorros-quentes, salgadinho e acreditem, até a carne moída apresentavam quantidades expressivas de “staphylococus” e “coliformes fecais’ , agentes típicos de infecções intestinais e gastroenterites em geral.

Cabe a nós, profissionais da saúde observar essas praticas pouco higienicas e orientar consumidores desavisados ou até mesmo notificar a Vigilância Sanitária.

 Abaixo, algumas dicas que te auxiliarão na hora em que decidir saborear aquele delicioso hot-dog:
  • O atendente não manipula alimentos e dinheiro ao mesmo tempo;
  • Os molhos e condimentos (como catchup e maionese) são oferecidos em sachê ou em embalagens fechadas e etiquetadas, mantidas sob refrigeração.
  • Unhas curtas e limpas,
  • Não tossir, espirrar ou falar em cima dos alimentos.
  • Uso de luvas e se elas são trocadas após trocar de função – como preparar o cachorro-quente e pegar uma lata de bebida logo em seguida.
  • Uso de toalha de papel, no lugar de pano de prato para secar utensílios.
  • A salsicha é armazenada em alta temperatura (acima de 65ºC) e não em temperatura ambiente.
  • Acompanhamentos como milho, ervilha, queijo ralado, purê de batata, molho vinagrete estão refrigerados.
  • A lixeira é de acionamento por pedal e com tampa.
  • Os manipuladores usam toucas para evitar que caia cabelo nos alimentos.
  • Existe uma lei, do estatuto do Consumidor que DISPÕE SOBRE A OBRIGATORIEDADE DE PERMITIR VISITAÇÃO ÀS COZINHAS DE BARES, RESTAURANTES, HOTÉIS, PADARIAS E CONGENERES, AOS SEUS USUÁRIOS. Isso vale quando você for a uma pizzaria, uma churrascaria ou somente comer um salgadinho da esquina, lembre-se sempre de investigar a porcedência e as condições de higiene do local.

    Quando for fazer suas compras, leve no porta malas uma caixinha de isopor para acondicionar os frios até chegar em sua casa.
    São medidas simples e eficazes que podem te livrar de um baita problemão!
    Fica a dica.
    por: Carol Estevam

    Deixe uma Resposta

    Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

    Logótipo da WordPress.com

    Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

    Imagem do Twitter

    Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

    Facebook photo

    Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

    Google+ photo

    Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

    Connecting to %s

    %d bloggers like this: